Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de São Manuel - SP e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
CIDADÃO
EMPRESA
SERVIDOR
Legislação
ARRASTE PARA VER MAIS
LEGISLAÇÃO
Atos relacionados
INTERAÇÃO
Anotação
Marcação
BUSCA
Expressão
EXPORTAÇÃO
Código QR
Baixar
Compartilhar
COLABORE
Reportar Erro
QRCode
Acesse na íntegra
DECRETO Nº 3793, 21 DE DEZEMBRO DE 2020
Início da vigência: 21/12/2020
Assunto(s): Administração Municipal
Em vigor
DECRETO Nº 3793 de 21 de dezembro de 2020
 
 
Altera o regime de funcionamento dos estabelecimentos comerciais quanto ao horário e venda de bebidas e dá outras providências
 
RICARDO SALARO NETO, Prefeito do Município de São Manuel, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, conferidas pelo artigo 78, incisos IX e XXVIII da Lei Orgânica Municipal,
 
CONSIDERANDO:
  1. A alteração promovida pelo Estado de São Paulo quanto ao horário de venda de bebidas alcoólicas nos estabelecimentos comerciais;
    O aumento de casos de contaminação por COVID19 nos últimos 15 dias;
    O aumento no número de festas clandestinas sem autorização do Município e em completa discordância com as leis.
 
 
DECRETA:
 
Art. 1º Os Bares, Restaurantes, Lanchonetes, Padarias e demais estabelecimentos comerciais que vendam bebidas alcoólicas ficam proibidos de vende-las a partir das 20 horas.
§ 1º Os estabelecimentos elencados no inciso anterior poderão funcionar até as 22 horas.
§ 2º Após às 22 horas, desde que de portas fechadas será tolerado a permanência dos clientes por até 1 hora para que possam terminar a refeição e pagar a sua conta.
§ 3º A tolerância quanto ao não uso de máscaras nesses estabelecimentos fica adstrita exclusivamente a permanência do cliente em sua mesa, devendo o estabelecimento exigir que no deslocamento pelo local, o cliente esteja utilizando-a, sob pena de responsabilização do estabelecimento.
 
Art. 2º Os proprietários de imóveis que os locarem para a realização de festas clandestinas (sem autorização do Poder Público), serão multados independentemente de a festa estar ou não dentro das especificações sanitárias.
Parágrafo único. Considera-se “festa clandestina” a utilização comercial de imóvel para aluguel sem fins residenciais, cujo objetivo seja a promoção de festas particulares em locais sem alvará de funcionamento, auto de vistoria do Corpo de Bombeiros, habite-se ou qualquer outra autorização pertinente a regularização.
 
Art. 3º No ato da fiscalização em face do disposto no artigo anterior, o agente municipal de fiscalização autuará o responsável pela festa nos termos da lei e multará o proprietário do imóvel locado irregularmente em R$ 10.000,00.
 
Art. 4º O proprietário terá prazo de 15 dias para apresentar defesa escrita e a critério da fiscalização, poderá ser elaborado um Termo de Ajustamento de Conduta - TAC, desde que:
 
  1. O Proprietário não seja reincidente;
    O imóvel seja completamente regularizado quando estiver em desconformidade com a legislação; e,
    Reconhecer a infração cometida.
 
Art. 5º Firmado o TAC, pelo prazo máximo de 180 dias, suspenderá a autuação e ficará o proprietário ciente de que no caso de reincidência, o TAC será automaticamente extinto e a multa será aplicada em dobro, sem prejuízo das novas autuações decorrentes do descumprimento.
 
Art. 6º No caso de o proprietário não manifestar em sua defesa o interesse no TAC, compete ao Chefe imediato do agente fiscalizador decidir acerca da autuação, após parecer jurídico acerca do caso.
 
Art. 7º Se o Chefe imediato reconhecer justo motivo na defesa, consubstanciado em abuso de autoridade ou cometimento de ilegalidade por parte dos agentes de fiscalização, este determinará o cancelamento da autuação.
 
Art. 8º No caso de não haver justo motivo para o cancelamento, a multa será lavrada e o proprietário do imóvel terá 30 dias para recolher os valores aos cofres públicos sob pena de inscrição na Dívida Ativa.
 
Parágrafo único. No caso de descumprimento do TAC aplica-se o disposto neste artigo, após ouvido o proprietário no prazo de 15 dias da notificação do descumprimento do termo.
Art. 9º o Comércio Geral, no âmbito do Município de São Manuel, poderá funcionar, a critério de cada estabelecimento durante o período compreendido das 9 horas da manhã às 17 horas da tarde no dia 26 de dezembro de 2020
 
 
Art. 10.Este decreto entra em vigor na data de sua publicação.
 
 
São Manuel, 21 de dezembrode 2020.
 
 
RICARDO SALARO NETO
PREFEITO MUNICIPAL
 
 
Autor
Executivo
* Nota: O conteúdo disponibilizado é meramente informativo não substituindo o original publicado em Diário Oficial.
Atos relacionados por assunto
c
Ato Ementa Data
PORTARIA Nº 103, 29 DE MAIO DE 2024 “Dispõe sobre a criação de Grupo de Trabalho para implementação do Programa de Integridade e Governança Pública Municipal – 2º FASE (Governança), e nomeação de seus membros”. 29/05/2024
DECRETO Nº 4170, 12 DE ABRIL DE 2024 Considera Hóspede Oficial do Município o Governador do Lions do Distrito LC- 3 Sr. João Antônio Borges e sua esposa Sra. Ângela Gall Alonso Borges. 12/04/2024
LEI ORDINÁRIA Nº 4552, 24 DE ABRIL DE 2023 Altera a Lei nº 2178, de 27 de março de 1996, que "dispõe sobre a natureza e atribuições do Conselho Tutelar, bem como do processo de escolha de seus Conselheiros", do Município de São Manuel, e dá outras providências. 24/04/2023
LEI ORDINÁRIA Nº 4551, 24 DE ABRIL DE 2023 Altera a denominação do Conselho Municipal dos Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgêneros, Queer, Intersexuais, Assexuais e demais orientações sexuais e identidades de gênero - LGBTQIA , e amplia sua atuação e representatividade no Munícipio de São Manuel. 24/04/2023
LEI ORDINÁRIA Nº 4550, 24 DE ABRIL DE 2023 Denomina de “GERALDO PADOVAN” a Rua 02 do Loteamento Aliança Village I e II no Município de São Manuel –SP. 24/04/2023
Minha Anotação
×
DECRETO Nº 3793, 21 DE DEZEMBRO DE 2020
Código QR
DECRETO Nº 3793, 21 DE DEZEMBRO DE 2020
Reportar erro
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.